Filmes e séries que assisti em novembro

Foto: Reprodução
 Oi galeru, tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Estava sentada na frente do computador, pensando em ideias novas de posts e vídeos para vocês. Até que me veio uma ideia de postar todos os meses aqui no blog um post fazendo uma mini resenha de todos os filmes e séries que assisti naquele mês, e se caso gostar muito de algum deles, faria uma resenha mais completa para vocês. O que vocês acham? 😊

 Neste mês de novembro não assisti muitos filmes, o pouco que assisti foi no cinema, o meu foco mesmo foram as séries. Algumas retornaram com nova temporada, outras que já são um pouco antigas eu comecei a assistir.

 DOUTOR ESTRANHO

 O que dizer desse filme magnífico? Estava muito ansiosa para assistir, desde que foi anunciado sua estreia. Fui assistir com meu namorado e nós dois saímos do cinema achando que eramos "Doutores Estranhos" haha. 😂

 O filme conta a história de um cirurgião bem egocêntrico, prepotente e nada humilde, por ser considerado um dos melhores, se não o melhor, cirurgião de todos os tempos. Ele acaba sofrendo um acidente de carro e tendo ferimentos bem graves em suas mãos, sua principal ferramenta de trabalho. Acaba ficando muito frustrado com isso e faz de tudo possível na medicina para melhorar, o que não aconteceu. Como uma última tentativa de desespero de melhora, ele vai atrás de um templo onde pessoas se curam de problemas que nem mesmo a medicina mais avançada conseguiu resolver. Ele conhece o mestre e começa seu treinamento para se tornar um mago.

 O filme está longe de ser padrão Marvel, onde os personagens fazem piadas o tempo todo. Doutor Estranho é um filme mais sério e é aquele tipo de filme que se você não presta atenção nos fatos, acaba saindo totalmente dos eixos e fica sem entender nada. Com certeza um dos melhores filmes que já vi de super-heróis, depois de Deadpool, é claro.


TROLLS

 De primeira achei que Trolls era nada mais, nada menos, do que uma cópia bem barata de "Os Smurfs". Mas decidi abrir meu coração e assistir de mente aberta, e ainda bem que fiz isso, viu?! São bichinhos coloridos que cantam? São bichinhos coloridos que cantam! Mas, o enredo da história é totalmente diferente.

 O filme conta a história de Poppy e Tronco, dois Trolls que são o extremo oposto um do outro no quesito personalidade. Poppy é a princesa dos Trolls, super animada, festeira, alegre e otimista. Tronco é considerado um Troll cinza, pois sempre reclama de tudo, foge das festas e cantorias, além de sempre achar que os Bergens (monstrinhos que gostam de comer os Trolls, por acharem que só podem ser felizes dessa forma) estão por perto.

 Assim como a maioria dos filmes infantis, Trolls trás uma lição de moral presente na sua história. O filme todo nos passa a lição de sermos felizes, independente da situação. Que o pensamento positivo e otimismo, sempre são bem-vindos. E são essas lições de moral que me fazem amar tanto animações. 💖 Ah, e eu fiz um post aqui no blog dando cinco motivos para assistir, clique aqui para ver!

 1ª TEMPORADA DE SCREAM QUEENS

 Eis aí uma série que eu tinha muito preconceito e acabei me apaixonando. Scream Queens conta a história das irmandades na universidade Wallace, principalmente na irmandade Kappa Kappa Tau, que passa a ser alvo de um assassino em série vestido com uma fantasia de diabo vermelho. Em toda a série nós tentamos adivinhar quem seria o assassino, assim como também os personagens tentam entender o que está acontecendo.

 É uma série meio clichê e bobinha, contudo ao mesmo tempo também é bem engraçada e um suspense bem daorinha. Eu me envolvi tanto com a série que assisti essa primeira temporada em 3 dias (eu não queria que acabasse rápido). A única coisa que no começo me irritou um pouco foram os gritos em excesso, mas depois acabei me acostumando e entendo que era proposital, até porque o nome dela é Rainhas do grito! 😋

 A série já está na sua segunda temporada, eu assisti ao primeiro episódio e parece que será tão intrigante e viciante como a primeira. Mês que vem eu devo terminar de assistir tudo e conto para vocês o que achei!


3ª TEMPORADA DE HOW TO GET AWAY WITH MURDER

 How To Get Away With Murder é sem dúvidas uma das minha séries favoritas no mundo inteirinho. Em setembro estreou a 3ª temporada, e eu fiquei tremendamente ansiosa para assistir. 😍

 A série conta a história de um grupo de alunos do curso de direito em uma renomada universidade, nas duas primeiras temporadas eles cometem alguns crimes e passam todo o tempo tentando converter sua situação. Nesta temporada eles dizem ter mudado, e que agora são boas pessoas. Fiquei intrigada para saber se isso realmente seria possível e se a série ficaria chata por conta disso. Mas ainda bem que isso não aconteceu, a série continuou muito envolvente e misteriosa (ADOOORO!).

 Como já está no meio da temporada, deram uma pausa e a série só irá retornar em janeiro de 2017. Não sei se conseguirei aguentar esperar, até lá pode ser que já morri de ansiedade! #rezemos


2ª TEMPORADA DE SUPERGIRL

 Quem me conhece sabe que eu gosto muuuuito dessa série, até fiz um vídeo lá no canal contando cinco motivos para você assistir (clique aqui para ver). A segunda temporada estreou em outubro, e posso dizer para vocês que em questão de efeitos especiais a série deu um avanço muuuuito grande.

 Supergirl conta a história de Kara, uma kriptoniana, prima do superman. Ela foi enviada para a Terra para proteger seu primo, mas sua nave acabou saindo de curso e quando ela chegou aqui seu primo já havia crescido e se transformado no super-herói que todos nós conhecemos. Então ela decidiu esconder seus poderes, até que um acidente a forçou revelá-los para o mundo.

 Eu espero de coração que essa segunda temporada não acabe logo, e que a série seja renovada por mais alguns anos. Não sei se suportaria ficar sem a graça de Kara na minha vida! 💔
 ____________________________________________________________

 E aí galeru, quais foram as séries e filmes que assistiram em novembro? Assistiram algo em comum comigo? O que acharam? Vamos bater um papo aqui nos comentários. Um beijo e até o próximo post! 💕

 Me siga nas redes sociais: Instagram - Facebook - Twitter

Resenha: Amor Amargo - Jennifer Brown


 Oi galeru, tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Vocês tem o costume de ler livros que falam sobre questões sociais? Eu não tinha, mas resolvi dar o braço a torcer e me aventurar em uma leitura nesse estilo. Conheci o livro Amor Amargo por meio da BookTuber Pam Gonçalves - que por sinal é uma das minhas BookTubers favoritas -, onde ela falava super bem sobre ele e mais alguns outros livros da autora. Fiquei curiosa para ler assim que assiste ao seu vídeo de indicação, depois de algum tempo venho aqui hoje fazer resenha dessa belezura para vocês! 💖




 Título: Amor Amargo
 Autora: Jennifer Brown
 Editora: Gutenberg
 ISBN: 978-85-8235-306-6
 Páginas: 253
 Compre:
 Sinopse: Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado. Até Cole aparecer. Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade…
 PARTE VISUAL
 Gente, o que é a capa desse livro? Eu acho ele muito bonito, além de contextualizar muito bem o enredo da história. Eu adoro livros que a capa é composta por desenhos ou ilustrações, sinto que assim passa muito melhor a mensagem de todo o enredo. Eu sei de todo esse papo de que não devemos julgar um livro pela capa, mas eu tenho certeza que todo mundo, pelo menos uma vez, já escolheu um livro por achar a capa bonita ou interessante.

 A diagramação interna do livro é bem simples e funcional. As páginas são de um papel amarelado, que eu adoro pois não cansa os olhos como o papel branco normal.


 ENREDO
 Como falei para vocês, descobri esse livro através da Pam Gonçalves (link aqui), que é uma das minhas booktubers favoritas. E logo quando vi, já morri de vontade de ler por nunca ter visto um livro com essa temática de relacionamento abusivo.

 Só por ficar entusiasmada com o livro, já criei muita expectativa em cima da história. Achei que toda a estrutura foi muito bem construída. Sabe aquele livro que a gente chega a sentir todas as dores dos personagens e se envolver muito na história? Pois então, esse é um livro desses!

 Senti que o livro é envolvente desde o primeiro capítulo, e quando vai chegando nas partes tensas, você fica mais envolvido ainda. E o que mais me deixou encantada foi que ele não mostra o relacionamento de uma visão externa, que é aquela visão de falta de empatia que algumas pessoas têm quando alguém está passando por algo parecido, de: “Ah, ta apanhando por gosta”“Se quisesse já tinha saído dessa vida” e etc. Porém o livro mostra que não é tão simples assim se desvincular de uma pessoa que ao mesmo tempo que é o extremo da sua felicidade, também é o extremo da sua tristeza e dor. O livro mostra o lado sentimental e racional de um relacionamento abusivo.


 NARRATIVA 
 O livro é contado pela visão da Alex de todos os acontecimentos, então é em 1ª pessoa. A princípio a visão dela se torna suficiente, porém em alguns momentos eu senti falta da visão do agressor, no caso o Cole. Eu sei que nada justifica um relacionamento assim, atitudes dessa forma, mas eu gostaria que mostrasse a parte emocional e psicológica dele assim como teve da Alex.

 Senti falta também de mais descrições sobre as características físicas dos personagens. Como disse para vocês no tópico acima, o livro descreve muito bem a parte emotiva e psicológica dos personagens, fica clara a personalidade de cada um. Mas o físico ficou muuuuito difícil de conseguir imaginar, e eu adoro quando consigo ter uma visão clara de cada personagem na minha cabeça.


 PERSONAGENS E ESCRITA DA AUTORA
 Acho que na construção dos personagens a Jennifer acertou em cheio. Todos os personagens tem uma personalidade bem forte. E fica claro toda a história e trajetória de vida de cada, como e porque cada um deles é daquela forma. Acho que o personagem que eu tive sentimentos fortes, tanto de amor como de ódio foi o Cole. Porque assim como é nos relacionamentos abusivos, hora ele é um príncipe, super educado e carinhoso e outra hora ele é um ogro, monstro que a sua única felicidade é ter toda encolhida no chão de medo.

 Esse foi o primeiro livro que li dessa autora, de primeira eu estranhei muito a forma como ela monta os diálogos. Não são colocados com hífen, e sim com aspas. Mas depois eu acabei me acostumando e achando super normal.

 Gostei bastante da escrita voltada para os sentimentos, e não ter focado na visão externa como já falei para vocês. Outra coisa que achei legal também foi a forma como a Jennifer coloca conselhos para o leitor de como agir em situações como aquelas e apontando também os sinais de um relacionamento abusivo, de forma bem direta mas não agressiva.


 CONCLUSÃO
 Se vale a pena ler esse livro? Ô se vale! Sempre li e pesquisei muito sobre relacionamentos abusivos, suas causas e consequências, mas nunca havia lido nenhum livro que mostra o lado sentimental disso tudo. Porque é meio óbvio e todo mundo sabe que é errado o seu companheiro te bater, que é errado ele te proibir de fazer, vestir e ser quem você realmente é, de ser errado te impedir de sonhar e sempre te colocar para baixo. Mas não fica óbvio e nem claro o quão complicado é sair dessa situação. É como a própria autora diz no final do livro: “Amamos e, por amarmos, a coisa pode se tornar muito mais complicada do que uma simples questão de permitir”.
           

 Existem coisas que podem ser relevantes sabe, tipo os dois terem a senha um do outro das redes sociais, se os dois estão de acordo com isso, por que não? O que não pode acontecer é a outra pessoa achar que é sua dona e que por isso você deve viver em função dela, que você não pode ter amigos, viver como uma pessoa normal.

 Eu sei que é difícil sair dessa situação - na verdade eu não sei pois nunca passei por isso, mas eu imagino que seja muito difícil -, assim como é demonstrado no livro. Mas se você está numa situação parecida, procure ajuda. O primeiro passo para se livrar disso é falando, conversando com alguém que você confia muito e tem total certeza que vai estar do seu lado. Não tenha medo, e não ache que você nunca mais vai achar alguém ou que ninguém te merece como seu atual companheiro (se é que se pode chamar assim) colocou isso em você. Você é incrível e merece alguém tão incrível quanto você, para te amar, apoiar, ser uma companhia e andar ao seu lado em todas as decisões da vida, alguém que queira seu bem e deixe você ser livre para tomar suas decisões.

 E aí galeru, já leram esse livro? Ficaram com vontade de ler? Vocês conhecem algum outro livro com esse mesmo assunto? Vamos bater um papo aqui nos comentários. Um beijo e até o próximo post! 💖

Me siga nas redes sociais: Instagram - Facebook - Twitter

Músicas que falam sobre
empoderamento feminino

Foto: Reprodução
 Oi galeru, tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Há algum tempo atrás eu fiz um post indicando músicas que lutavam ou lutam por uma causa (post aqui) e vocês gostaram muito do tema abordado. Por isso eu decidi fazer desse post uma série, onde cada mês eu vou trazer músicas/filmes/séries que falam sobre determinado assunto.

 Já vi em diversos lugares que o empoderamento feminino está "na moda" hoje em dia, o que vamos combinar que não é uma coisa ruim. Décadas atrás, nós mulheres tínhamos uma vida toda em torno do homem, nós vivíamos para eles e em função deles. O que graças a muita luta mudou, e muita coisa ainda precisa mudar para um mundo mais igualitário.

 Assim como livros, textos, filmes e etc, a música também influência muito na nossa vida. Escutar uma música que fala sobre você ser uma pessoa dona de si não é só inspirador, também pode mudar a forma como você se vê na sociedade patriarcal e como isso se reflete nas escolhas que você deixa de tomar com medo do julgamento. 

 Música salva vidas, empodera mulheres, emociona, diverte e muda pensamentos. Por isso hoje a nossa lista será de músicas que falam sobre empoderamento feminino. Algumas são mais diretas e outras não, mas todas elas falam sobre uma única coisa: Você é dona de si mesma! 💪


 WHO RUN THE WORLD (GIRLS) - BEYONCÉ

 Essa é a música mais óbvia de estar nessa lista, não é mesmo? Quando foi lançada em 2011 eu ainda não tinha conhecimento nenhum sobre, e ainda disseminava muito discurso de ódio e machista por aí. Achava a música muito legal, o clipe super bem feito, mas não entendia o conceito principal. Beyoncé tem váaaarias músicas nesse estilo, e cada uma é melhor do que a outra. 


SIM OU NÃO - ANITTA

 Engraçado pensar que um dia colocaria uma música da Anitta em um post sobre empoderamento feminino. Quem aqui não lembra daquela confusão entre ela e a Pitty, onde a Anitta falava muitas coisas que só reforçava o esteriótipo de que "mulher que não se valoriza é pu**"? Hoje, suas músicas falam totalmente ao contrário, além de ela fazer discursos contra esses esteriótipos. Anitta, to orgulhosa de você miga! 💖


SURVIVOR - DESTINY'S CHILD

 Outra musiquinha que quando escutei não me toquei sobre o que realmente falava. Acho que pelo fato do clipe ser meio no sense, eu acabei não entendendo. A música fala sobre como nós somos sobreviventes no mundo e conseguimos fazer tudo aquilo que queremos. Até a Clarice Falcão fez um vídeo de cover dessa música, que ficou lindão, mas eu ainda prefiro a versão original! hehe


MC CAROL & KAROL CONKA - 100% FEMINISTA

 Essa é a música mais direta ao ponto da lista de hoje. Karol Conka é muito conhecida no movimento por suas músicas serem sempre sobre empoderamento e assuntos pautados no feminismo. Descobri essa música bem sem querer, estava um dia ouvindo uma playlist aleatória no spotify e acabei gostando muito dela. Só escutem e prestem atenção na letra, é muito amor! 


BAD REPUTATION - JOAN JETT

 Essa música comprova que o assunto "Empoderamento Feminino" não é de hoje em dia e muito menos só aqui no Brasil, essa música é de 1981. Foi nos anos 80 que o movimento teve seu auge, quando as mulheres estavam em pauta em praticamente todas as associações políticas e de estudos sociais. Conheci ela através do meu filme favorito no mundo, 10 coisas que eu odeio em você. Aliás, aquele filme é uma fonte maravilhosa de músicas empoderadoras. 

 ____________________________________________________________

 E aí galeru, gostaram da lista? Conhecem mais alguma música que fala sobre empoderamento feminino? Qual sua música favorita que aborda o assunto? Vamos conversar aqui nos comentários. Um beijo e até o próximo post! 💖

Me siga nas redes sociais: Instagram - Facebook - Twitter

Me ajude a melhorar o blog

Foto: Reprodução
 Oi galeru, tudo bem com vocês? Eu espero que sim! 2016 foi um ano bem confuso e complicado para mim, deixei por muitas vezes o blog e o canal de lado por diversos motivos. Em 2017 eu não quero que isso se repita, por isso estou procurando melhorar alguns pontos que julguei necessário.

 Mas como tudo o que eu faço aqui no blog e lá no canal é pensando se vocês vão gostar, resolvi fazer essa pesquisa de público para saber a opinião de vocês. Ano passado eu fiz isso e recebi um feedback muito bom de coisas que eu poderia melhorar e sugestões de temas, que considerei e estou considerando até agora! 😍

 Então se você aí quiser me ajudar a melhorar o blog para o próximo ano, é só responder esse formulário fofíneo. São perguntinhas bem simples e você não vai demorar nem 5 minutinhos. Ficarei eternamente grata á você, viu?! 



 Essa semana o blog vai estar recheado de conteúdo para vocês, espero que gostem. Ah, e se caso quiser deixar alguma sugestão de post aqui nos comentários, pode deixar. Vou anotar e fazer com muito carinho se estiver ao meu alcance. Um beijo e até o próximo post! 💖

 Me siga nas redes sociais: Instagram - Facebook - Twitter

Wishlist de amigo secreto

 Oi galeru, tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Final de ano chegando, natal, ano novo e os amigos secretos também vêm de brinde nesse pacote haha. Diferente de algumas pessoas, eu até que gosto de participar dessas brincadeiras. Por mais que algumas vezes não dê tão certo, ou que o presente não seja tão bom assim, mas o que vale mesmo é o momento, a brincadeira e a diversão que ele gera.

 Esse ano eu vou participar de alguns e em especial um com algumas amigas blogueiras que vocês provavelmente já viram por aqui em outra oportunidade. Por isso resolvi fazer uma wishlist com algumas coisinhas que estou querendo no momento, são coisinhas simples mas que me deixarão muito feliz se eu ganhar.


 1- CAPINHAS E ACESSÓRIOS: Não é novidade para ninguém que eu sou apaixonada por tecnologia e esses acessórios fofinhos que a gente encontra por aí. Como comprei meu celular há alguns meses atrás ainda não tenho muitas capinhas e acessórios, então será muito bem-vindo. Ah, meu celular é um Galaxy S6! 😉

 2- CANETAS STABILO: Ou qualquer kit de canetas coloridas fofinhas. Pode ser com glitter, sem glitter, de gel, canetinha, fica á seu critério. Eu sou apaixonada por itens de papelaria, e depois de ter comprado meu planner o que eu mais quero é ter várias canetas coloridas para deixá-lo lindão. 

 3- ALPARGATA PRETA: Quem já teve uma alpargata sabe o quão confortável essa coisinha é. Usei tanto a minha que ela está um caco, a sola está descolando, o preto virou um cinza bem clarinho e não da mais para usar nessas condições. Gostaria de ter um pézinho de princesa, mas eu calço 37 mesmo! haha

 4- CANECA: Lá no meu trabalho sempre tomo café ou chá durante o dia, para enganar a fome ou até mesmo o sono. O problema é que eu ainda não tenho uma caneca fofinha para tomar minhas coisas sem que eu queime o dedo toda vez! haha Mas sério, é horrível tomar bebidas quentes em um copo descartável de plástico. 😓

 5- WASHI TAPE E ADESIVOS: Como disse no tópico acima, depois que comprei meu planner fiquei mais viciada ainda em coisinhas de papelaria. Então se você, amiga secreta, quiser me dar um kit de adesivos fofinhos e washi tapes, vou ficar tremendamente feliz! haha

 6- TONALIZANTE AZUL: Coragem eu tô tendo, só ta faltando o tonalizante azul para eu jogar nesse cabelinho loiro 🙆. Eu coloquei ali como exemplo esse da Salon Line, mas não precisa ser especificamente esse, ta bom? Se você conhecer uma marca que deixa o cabelo realmente azul e não verde, pode ser essa mesmo! 

 Assim que rolar a entrega dos presentes e todas receberem nós iremos postar um vídeo abrindo os presentes, então pra acompanhar a brincadeira visitem os blogs das meninas. As fotinhos estão na mesma ordem dos links, para deixar vocês mais situados hehe 😊

 Lelê - Carlinha - Jaque - Dani - Lucy - Babs - Mary - Paula - Ingrid - Ana - Simone - Emi
 Posso dizer o quão empolgada eu estou?! Não vejo a hora de saber quem tirou quem e ganhar meu presentito, claro! 💖 E aí galeru, vão participar de algum amigo secreto esse ano? Vocês gostam de participar? Vamos conversar aqui nos comentários. Um beijo e até o próximo post!

 Me siga nas redes sociais: Instagram - Facebook - Twitter

 

Use a hashtag
#GaleruDaGabi
no instagram e apareça aqui. Confira todas as fotos!
EAI, GABI?
Direitos reservados 2013/2016 ©
Desenvolvido por Laíza Cabral.